Header Ads

Serra desmente Record; emissora comprova versão com documentos

NT
http://natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120926173402.jpg
A Record, por meio de um comunicado enviado à imprensa nesta quarta-feira (26), oficializou o cancelamento do debate com os candidatos à prefeitura de São Paulo, que aconteceria na próxima segunda-feira (01).

Entre os motivos para a decisão, a emissora alegou que José Serra (PSDB) não respondeu ao convite para negociação de regras e acordos.

Saiba mais: Record cancela debate com candidatos à prefeitura de SP

Rapidamente, o candidato também enviou um comunicado garantindo que ele jamais se recusou a participar do debate: "Em momento algum a campanha se recusou a participar do programa. O lamentável cancelamento foi uma decisão exclusiva da Record, e assim deve ser assumido".

Em um claro embate, a Record enviou uma tréplica, garantindo que a campanha de Serra não participou de nenhuma reunião que serviram para definir as regras do programa, além de não ter participado das duas sabatinas promovidas pela emissora e nem do debate entre os candidatos a vice-prefeito.

A Record diz que, por conta dessas ausências, concluiu que Serra não responderia ao convite mais uma vez e por isso decidiu cancelar o debate.

A emissora comprovou a existência dos vários convites ao candidato enviando à imprensa os documentos protocolados pelo PSDB e pela Justiça.

Confira na íntegra o comunicado de José Serra:

"A coligação Avança, São Paulo lamenta a decisão da Rede Record de Televisão, de cancelar o debate entre os candidatos à Prefeitura de São Paulo, previsto para a próxima segunda-feira, 1º de outubro.

Em momento algum a campanha se recusou a participar do programa. O lamentável cancelamento foi uma decisão exclusiva da Record, e assim deve ser assumido.

José Serra esteve presente a todos os debates promovidos nesta eleição, assim como os demais concorrentes. A exceção foi o candidato Celso Russomanno, do PRB, partido que é notoriamente ligado à Rede Record e à Igreja Universal.

Russomano se recusou a ir ao debate promovido pela Igreja Católica e se recusou a participar do debate que seria promovido pelo UOL, maior portal de internet do país, em conjunto com o jornal Folha de S. Paulo.

A decisão de Russomanno de faltar aos debates e a decisão da Rede Record de não mais realizar o programa previsto para o dia 1º de outubro não podem ser imputadas a qualquer outra candidatura.  Muito menos a Serra, que, vale reiterar, sempre compareceu a todos os debates, nesta e em eleições anteriores.

A Record e Russomanno devem assumir a decisão de cancelamento sem tentar jogá-la nas costas de terceiros".
Tecnologia do Blogger.