Header Ads

Fãs compram até pia rachada, pratos lascados e privada da casa de Clodovil


OFUXICO

Fãs compram até pia rachada, pratos lascados e privada da casa de Clodovil  - ReproduçãoConforme era previsto, no último final de semana foi realizada a venda de objetos de Clodovil Hernandes, que estavam na casa do estilista, apresentador e político, em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo.

De acordo com a advogada, Dra. Maria Hebe Queiroz, que administra o espólio de Clodovil, que morreu em março de 2009, a venda das peças foi bem sucedida.

“Eu posso dizer que foi um sucesso. Ainda não tenho detalhes de quanto foi arrecadado ou do que sobrou. Mas o que mais me chamou a atenção foi que pelo menos 98% dos compradores foram até lá para ter uma lembrança do Clodovil, não para vender nada. Isso me deixou muito emocionada, de notar que as pessoas queriam ter algo que pertenceu a ele, como uma lembrança mesmo”, disse a advogada a O Fuxico.

Ainda segundo Maria Hebe, foram comprados objetos inusitados como uma pia rachada, pratos lascados, mas que tinham o emblema de Clodovil. Até o vaso sanitário que ele tinha em seu famoso banheiro, de frente para o mar,foi levado.

“Tinha tanta gente, que eu nem imaginava que fosse acontecer isso. Eram carros de todas as partes do estado de São Paulo, de Minas Gerais. Todos queriam algo dele. Sobrou realmente pouca coisa, mas ainda vou fazer o balanço junto com a empresa responsável pelas vendas”, disse Maria Hebe.

Alguns compradores queriam também levar materiais de demolição, como portas e janelas, mas isso não foi permitido porque ainda não se sabe qual o destino do imóvel, que poderá ou não ser demolido.

“Janelas, portas, essas coisas nós não deixamos tirar. Ainda não sei o que será feito da casa. Mas a vegetação já está invadindo várias partes do imóvel e acho que será impossível demolir a estrutura sem se cometer outro crime ambiental. Eu falei com um arquiteto e um engenheiro que me falaram ser muito difícil derrubar a casa, e também muito oneroso. Vamos tirar umas fotos para encaminhar uma petição ao juiz lá de Ubatuba para impossibilitar essa demolição. Vamos ver”, ressalta a advogada.

O dinheiro arrecadado com toda a venda e também com o leilão que já foi realizado em São Paulo, além da venda de um imóvel em Cotia, está depositado em juízo e será utilizado para pagar contas e quitar dívidas e indenizações deixadas por Clodovil.

Tecnologia do Blogger.