Header Ads

Igreja Mundial anuncia seguro e auxílio funeral "100% Jesus"

Ricardo Feltrin, colunista do UOL

 "O seguro que protege até o seu sono." Esse é um dos slogans usados no mais novo produto "oferecido" pela Igreja Mundial do Poder de Deus, do apóstolo Valdemiro Santiago. Trata-se de um seguro de residência e também auxílio funeral, chamado "100% Jesus".


Os anúncios vêm sendo feitos durante intervalos da programação da Igreja Mundial nos canais UHF 21 (arrendado da Band), na própria Band e na RedeTV! O seguro começa a partir de cerca de R$ 25 mensais.

Não é a primeira vez que a Igreja Mundial coloca ou apoia produtos no mercado. Recentemente, conforme este programa revelou, Santiago colocou à venda para os fiéis tijolinhos de plástico em miniatura a R$ 200 a unidade. O objetivo seria "ajudar na obra de Deus".

O polêmico pastor-deputado Feliciano também é adepto da prática, já que, até o ano passado, anunciava um consórcio para compra de imóveis "com a benção de Jesus". Também é famoso outro produto, o guaraná Jesus.

E assim, o nome der Jesus virou símbolo de "garantia" de produtos --evangélicos ou não. A Igreja Mundial já divulgou, cerca de três anos atrás, a água "100% Jesus", que "hidrata corpo e alma".

QUEM É LEGAL

"A Vida por um Fio", no Discovery Channel

Muito legal a exibição de um desafio impressionante no último domingo, transmitido ao vivo --fato raríssimo-- no Discovery, quando o acrobata norte-americano Nik Wallenda tornou o primeiro homem a atravessar o Grand Canyon numa corda bamba. O Discovery, aliás, deveria investir mais em eventos em tempo real como esse, que valham a pena.

QUEM IRRITA

"Oportunismo" fora de hora em "Amor À Vida"

Me parece uma 'forçação' enorme de barra incluir numa novela um improvável caso de amor entre um palestino que queria se tornar homem-bomba e uma médica judia. Não que essas coisas não possam acontecer, mas, para quem conhece a cultura judaica, sabe-se que isso só poderia ocorrer em 1 caso em um milhão. Querer trazer a discussão sobre homens bomba em Israel, após anos sem que nenhum ataque tenha sido realizado (graças a Israel, aliás) parece algo ultrapassado, sem timing e bem oportunista. Como se o "amor" pudesse ser uma solução para um problema intrincado e que já dura séculos.

Tecnologia do Blogger.