Header Ads

"CQC" e "Pânico" tem momentos distintos atualmente

NT
"CQC" e "Pânico" tem momentos distintos atualmente
Os dois já foram os principais programas humorísticos da TV brasileira. Ditaram regras e fizeram jovens grudarem na televisão por muito tempo. O primeiro, mesmo na sétima temporada, ainda continua afiado e criativo. Tudo o que falta ao segundo. Hoje, são da mesma emissora: a Band. Sim, falo do "CQC" e do "Pânico".

O "CQC" sempre teve como sua base o jornalismo, mas é um programa de humor. O próprio Marcelo Tas já disse. E mesmo com anos de casa, o "resumo semanal de notícias" continua muito bom. Os novos integrantes, Lucas Salles e Naty Graciano, são excelentes, fazem rir de verdade. Dani Calabresa caiu como uma luva na bancada, trouxe um frescor absurdo. Oscar Filho está em uma grande fase no "Proteste Já", toda segunda é um melhor que o outro. Tas e Luque continuam competentes.

E tudo isso, tenho certeza, deve-se a sua equipe, que sabe se renovar semanalmente, tentando trazer novidades e um programa atrativo. Mesmo não sendo o auge da atração, não dá pra dizer que o "CQC" está em uma má fase. Longe disso. Tem fila de anunciante, dá 4 pontos, o que é bom pra Band e ainda tem uma alta repercussão na internet, onde a maioria concorda que o programa é a melhor opção para as segundas à noite na TV.

O mesmo não se pode dizer do "Pânico". Está dando retorno financeiro e audiência boa para os padrões da Band? Sim, está. Mas 5 pontos para um "arrasa quarteirão" que já foi é pouco, muito pouco.

Há dois anos, na sua primeira temporada na Band, o "Pânico" nunca dava menos que 9, brigava pela vice-liderança. Hoje, é ameaçado pelas pegadinhas reprisadas de João Kléber na RedeTV! e pelo "Teste de Fidelidade". Beira o absurdo. E é tudo culpa do próprio programa. Hoje em dia, virou uma cópia do "Jackass", e muito sem graça. Toda semana, as "trollagens" ao elenco são o que dão a tônica. Fica difícil crer que tudo não é armado e que o elenco "não sabe de nada". Falta renovação, que era uma coisa que o "Pânico" tinha no passado.

Caso essa renovação não aconteça, acho que, em breve, a atração jovem mais vista da história da TV brasileira terá um fim igual ao "Casseta e Planeta": decadente, melancólico e que nada deu a lamentar.

Programas: "CQC" e "Pânico na Band"
Emissora: Band
Horários: Segunda, 23h; Domingo, 21h
Avaliação (de 0 a 10): "CQC": 8,5; "Pânico": 5,0
Tecnologia do Blogger.