Header Ads

'Vou torcer para o meu primo Müller', diz a Marina de 'Em Família'

F5
Em clima íntimo, Clara e Marina posam para fotos
A atriz Tainá Müller, que vive a charmosa fotógrafa Marina de "Em Família", esteve no "Altas Horas" (Globo) do último sábado (12).

Sobre a final da Copa deste domingo (13) entre Alemanha e Argentina, a atriz confessou que vai torcer pela seleção alemã: "Para a Argentina não dá, né? Eu sou gaúcha, ainda é mais difícil!", declarou a atriz. Mas acrescentou: "Eu quero acreditar que essa rivalidade é uma coisa quase infantil, do 'play' ali, né? Mas vou torcer para o meu primo!", concluiu referindo-se ao atacante alemão Müller.

Uma jovem estudante da plateia quis saber que tipo de personagem a atriz mais gosta de fazer. "Para mim personagem bom é aquele que me desafia naquele momento. Quando o personagem é diferente da gente talvez o desafio fique maior, você pode por a criatividade para trabalhar. Eu gosto de papéis desafiadores", afirmou Tainá.

"Esse é o trabalho mais expressivo que você teve na televisão até agora?", perguntou o apresentador Serginho Groisman. "É, na televisão com certeza, o de maior popularidade. É o personagem que tem uma maior dimensão na trama, é um assunto polêmico, as pessoas estão debatendo bastante – então sim, acredito que sim", respondeu a gaúcha.

Sobre a repercussão da Marina junto ao público, a atriz declarou: "Eu sentia muito mais confusão entre personagem e vida pessoal quando fiz a vilã (Paula) de 'Insensato Coração' (2011). Eu lembro que eu fazia um personagem homofóbico inclusive, totalmente antipática. Tinha pessoas que me olhavam no supermercado com uma cara de 'ai, lá vem a nojenta'! Agora não, acho que o público está se acostumando a fazer distinção entre uma coisa e outra. Esse personagem (Marina) acho que o público está entendendo melhor", declarou a atriz.

Giovanna Antonelli e Tainá Muller, que serão par romântico na nova novela "Em Família", da Globo
"Você nunca levou uma cantada de outra mulher?", perguntou Serginho em função do personagem de Tainá em "Em Família" ser lésbica assumida. "Na internet sim, mas na rua não", respondeu a atriz que se casou recentemente em uma cerimônia quase secreta no México com o diretor de novelas da Globo Henrique Sauer.

"Hoje em dia todo o mundo está mais acessível com as redes sociais. Nos anos 50 era legal ser uma diva intocável, agora não. Todo o mundo sabe que todo o mundo é gente!", afirmou a atriz formada em jornalismo na PUC-RS. Ao perguntarem se ela se inspirou em alguém para fazer a Marina, Müller respondeu: "Em alguém específico não – busquei referências em vários lugares. Mas a Marina surgiu mesmo da parceria maravilhosa com a Giovanna (Antonelli, que faz a Clara). A gente teve ajuda da nossa preparadora, da direção, mas a gente criou muito juntas, por isso nesse momento Clara e Marina viraram quase uma coisa só", comenta a atriz.

"Viraram Clarina mesmo! Estamos usando a mesma cor de esmalte, a Clara já está usando o batom vermelho da Marina...e quando elas se conheceram eram de universos muito distantes e aos poucos foram se aproximando, se aproximando até se fundirem", acrescenta Tainá. No telão, Groisman mostra a cena de "Em Família" na qual Marina pede oficialmente Clara em casamento e lhe dá um rápido beijo.

"Você já sabia desde o começo que ia acontecer uma cena dessas, era previsto?", quis saber Serginho. "Não era confirmado", respondeu Tainá,"mas a gente sabia que sim, poderia acontecer – até por causa da outra novela (Amor à Vida, na qual aconteceu o festejado beijo gay entre Felix - Mateus Solano, e Niko - Thiago Fragoso). Agora esse foi só o primeiro!", avisou Tainá Müller, que se despediu mandando um beijo para todas as Clarinas do Brasil.
Tecnologia do Blogger.