Header Ads

Ministério Público repreende "Tá na Tela" ao vivo por exibir cena de sexo

NT

Abordando a polêmica sobre o suposto vídeo da atriz Viviane Araújo fazendo sexo em uma rua no Rio de Janeiro, Luiz Bacci foi surpreendido ao vivo no "Tá na Tela".

Ao fazer uma matéria sobre o caso, Bacci exibiu o vídeo onde um casal fazia sexo, com um desfoque que não cobria muita coisa, por volta das 16h15. O fato repercutiu nas redes sociais, já que as imagens contém cenas de sexo explícito.

Cerca de 30 minutos depois, quando a atração falava de um caso de vazamento de fotos nuas na internet, o apresentador revelou ao vivo que o Ministério Público de São Paulo o ligou para falar sobre a cena, pedindo para o vídeo não ser mais exibido: "O Ministério Público ligou pra gente aqui agora, e infelizmente, não vamos mais ligar pra Viviane, nem falar do assunto, em respeito ao pedido feito pelo Ministério".

Ou seja, Bacci afirmou que o programa foi repreendido ao vivo pelo seu conteúdo, que vem sendo criticado desde a estreia.

Agora, o "Tá na Tela" pode ser processado por exibir conteúdo impróprio no horário da tarde. Uma repreensão do MP praticamente ao vivo é inédito na história da televisão brasileira.

Nos números de audiência, o "Tá na Tela" tem marcado médias entre 3 e 4 pontos na Grande São Paulo, chegando à vice-liderança no Ibope.
Tecnologia do Blogger.