Header Ads

Professor Snape de "Harry Potter" morre após luta contra o câncer

Fonte: NATELINHA


Mais conhecido como o professor Snape da saga "Harry Potter", o ator britânico Alan Rickman morreu em Londres, aos 69 anos. Ele tinha câncer e o falecimento foi confirmado pela família nesta quinta-feira (14).

Apesar da fama por ter feito o professor de Harry Potter (Daniel Radcliffe), Rickman fez diversos outros papeis importantes no cinema, como o vilão Hans Gruber em "Duro de Matar" (1988) e o Xerife de Nottingham em "Robin Hood: O Príncipe dos Ladrões" (1991), este que lhe rendeu um Bafta, considerado o Oscar britânico. Também ganhou um Globo de Ouro e um Emmy de melhor ator em minissérie por "Rasputin" (1997).

Ele também fez sucesso em outros filmes, como "Simplesmente Amor", "Dogma" e "O Mordomo da Casa Branca".

Alan Rickman deixa dois trabalhos inéditos no cinema, que irão estrear este ano: "Eye in the Sky" e "Alice Através do Espelho".

Autora dos livros da saga "Harry Potter", J.K. Rowling lamentou a morte do ator britânico. "Não há palavras para expressar o quanto chocada e arrasada estou pela morte de Alan Rickman. Era um ator magnífico e um homem incrível", escreveu no Twitter.

Já Daniel Radcliffe fez um longo texto em seu perfil no Google+ para se despedir do colega. Confira:

"Alan Rickman é sem dúvida um dos grandes atores com quem terei trabalhado. Ele é também uma das pessoas mais leais e solidárias que conheci na indústria do cinema. Ele foi tão encorajador comigo, seja no set, seja nos meus anos pós-Potter. Tenho quase certeza que ele foi assistir tudo que fiz nos palcos de Londres e Nova York. Ele não tinha que fazer isso. Conheço outras pessoas que foram amigas dele por mais tempo que eu e todas dizem 'se você ligar para o Alan, não importa onde ele está ou o quão ocupado está com seu trabalho, ele irá ligar de volta em um dia'.

As pessoas criam percepções de atores baseadas em papéis que eles interpretaram, então pode surpreender alguns descobrir que ao contrário de alguns sérios (ou simplesmente assustadores) personagens, Alan era extremamente gentil, generoso, auto-depreciativo e engraçado. E algumas coisas, obviamente, ficavam muito engraçadas quando ditas por seu tom característico.

Ele foi um dos primeiros adultos em Harry Potter a me tratar não apenas como criança, mas como um par. Trabalhar com ele em uma idade de formação foi incrivelmente importante e vou carregar lições que me ensinou para o resto de minha vida e carreira. Sets de filmes e palcos teatrais estão todos pobres com a perda deste grande ator e homem".
Tecnologia do Blogger.