Header Ads

Record celebra prêmio e cria "noite de jornalismo" às quintas-feiras

Fonte: Natelinha

Programas jornalísticos da Record, o "Câmera Record", apresentado por Marcos Hummel, e o "Repórter Record Investigação", de Domingos Meirelles, entrarão em novos dias e horários em 2016.

A partir desta quinta-feira (14), a Record exibirá uma "noite de jornalismo", com o "Câmera" às 22h30 e a atração investigativa na sequência, às 23h30. Nesta primeira noite, Marcos Hummel mostrará uma reportagem especial sobre os chamados "herdeiros da fama", artistas que ganharam uma missão arriscada: substituir nomes já consagrados pelo público.

A atração vai mostrar a incrível volta por cima de Juninho, do Katinguelê. Substituto de Salgadinho, o vocalista do grupo confessa que chegava a entrar em bueiros de rua para fumar crack. "Estava anestesiado pela droga. Quando eu percebi, tinha dois ratos roendo a sola do meu pé". Thábata, que assumiu o lugar de Joelma na banda Calypso – agora XCalypso -, abre o jogo e diz que teve medo da reação dos fãs da cantora. "Tiveram alguns momentos em que eu fiquei assustada de verdade", afirma. Thábata recebeu a reportagem do programa para uma entrevista exclusiva e não fugiu de nenhum assunto. Nem quanto a pergunta é sobre um possível affair com Ximbinha.

Já Domingos Meirelles irá mostrar flagrantes e depoimentos inéditos sobre um crime comum: a violência contra a mulher, cometida no trabalho, nas ruas e dentro de casa. A equipe da Record investigou os chamados "encoxadores", que se aproveitam da superlotação no transporte público para atacar. A reportagem entrevistou Vanessa, que no empurra-empurra das principais estações do metrô da capital paulista, um homem a surpreendeu com uma atitude que ela jamais vai esquecer.

Já em Curitiba, no Paraná, a exposição da intimidade na internet quase destruiu uma família.  O programa conta a história de um casal que gostava de se fotografar nos momentos mais íntimos. Mas, depois do fim do relacionamento, essa diversão tornou-se uma arma perigosa que mudou a vida de uma mulher e dos filhos.

Prêmios e bom Ibope em 2015


Um dos motivos para a Record criar esta "noite de jornalismo" foi o bom desempenho de ambos os programas no ano passado. O "Câmera Record" obteve o segundo lugar geral em 2015, com 6 pontos de média, chegando a liderar em um mês isoladamente. Já o "Repórter Record Investigação" ficou com 5 pontos e também foi vice-líder.

Além do bom Ibope, o segundo coleciona prêmios. Nesta semana, a atração de Domingos Meirelles foi condecorada com o Prêmio Rei da Espanha, com a reportagem “As Eternas Escravas”, eleita por um juri por unanimidade. A mesma matéria já havia vencido, no ano passado, o Prêmio ExxonMobil (Prêmio Esso) de Telejornalismo e o 32º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo.

A reportagem foi feita pelo repórter Lúcio Sturm (foto/acima), juntamente com o editor Marcelo Magalhães, o editor-executivo Gustavo Costa, o cinegrafista Michel Mendes, o auxiliar Valmir Leite, o editor de pós-produção Caio Laronga, a finalizadora Natália Florentino e os sonoplastas Rafael Ramos e Julio Cesar.

Este é o oitavo prêmio do "Repórter Record Investigação" deste sua estreia, em 2014, dentre eles o Prêmio Esso de Telejornalismo, o Prêmio CNT de Telejornalismo, o Prêmio Tim Lopes de Jornalismo, o Prêmio Vladmir Herzog e o 32º Prêmio de Direitos Humanos.

Anote na agenda: a "noite de jornalismo" da Record começa às 22h30 com o "Câmera Record" e segue com o "Repórter Record Investigação" às 23h30, todas às quintas-feiras.
Tecnologia do Blogger.